RESGATE HISTÓRICO DA TRILHA DO OURO

Entre 1995 e 1998, o então estudante universitário Márcio Bortolusso produziu o livro "Um pedaço do paraíso: a Trilha do Ouro da Serra da Bocaina", que após um longo processo junto ao Ministério da Cultura se tornou o primeiro Trabalho de Conclusão de Curso de uma faculdade de Publicidade e Propaganda do Brasil autorizado a utilizar linguagem “jornalística” (ao invés de “publicitária”) em sua estrutura geral.

O longo e exigente trabalho de pesquisa desta que ainda é uma das áreas mais intocadas do sudeste brasileiro durou quatro longos anos, investigando e documentando um dos mais importantes caminhos históricos brasileiros e os “descaminhos” seculares que ligam o paulista Vale Histórico Paraibano às paradisíacas águas da fluminense Baía da Ilha Grande, em uma jornada que incluiu mais de 1.000 quilômetros de caminhada transportando mochilas com dezenas de quilos, inúmeras descobertas históricas, matérias em importantes mídias (programa Fantástico, etc.) e a exploração das principais quedas do imponente rio dos Veados, em uma empreitada que durou vários dias e recalculou a altura do principal cartão postal do Parque Nacional da Serra da Bocaina, a Cachoeira dos Veados, para cerca de 230 metros divididos em três volumosas cachoeiras, sendo que apenas a maior queda alcançou quase 160 metros.

Mostrar Mais
Siga-nos
Usamos e Recomendamos

* Riscos e dificuldades fazem parte do cotidiano da PHOTOVERDE®.

Seja consciente, respeite a Lei do Direito Autoral, não use textos, fotos e vídeos sem autorização!

  • youTube
  • Facebook Social Icon